29 de abr de 2018

Mais um (duplo) liebster award

Respondi essa mesma tag no ano passado, indicada pela Mia. Esse ano duas pessoas me indicaram: Ana e Gabi; por isso mesmo é um duplo liebster, porque respondo 22 perguntas e não 11. Eu continuo sendo rebelde, então nem vou criar perguntas, nem indicar blogs. Vocês que me leem, sintam-se a vontade para responder, e utilizem as perguntas da Ana ou da Gabi nas postagens de vocês!

REGRAS

⭐ escrever 11 fatos sobre mim
⭐ responder às perguntas de quem o indicou
⭐  escrever 11 perguntas para os futuros indicados
⭐ indicar entre 11 a 20 blogs com menos de 200 seguidores
⭐ colocar o selo da TAG LIEBSTER AWARD
⭐ indicar os links de quem indicar


11 fatos sobre mim
1. Eu subi as escadarias do auditório Adoniran Barbosa do CCSP abraçada no Tom Zé, conversando como se nos conhecêssemos desde a infância dele em Irará, na Bahia.
2. Não assisto séries, a menos que seja Monty Python Flying Circus ou desenhos animados.
3. Minha casa é uma bagunça, tanto ou mais que minha cabeça e minha vida.
4. Faço muitas citações aleatórias e contextualizo coisas demais.
5. Comecei terapia esse ano e é muito, muito bom.
6. Pretendo vender objetos feitos manualmente muito em breve.
7. Aprendi a falar e a andar na Paraíba.
8. Não bebo cerveja de jeito nenhum, mas adoro cachaça.
9. Prefiro andar a pé do que em qualquer outro meio de transporte.
10. Durmo com o mesmo urso de pelúcia há mais ou menos 20 anos.
11. Sou uma pessoa que acumula coisas. Principalmente cadernos que estragam e canetas que falham.

🐉 11 perguntas da Gabi

1. Qual o maior medo de quando tu era criança?
Acho que era não me perder ou ser deixada pelos meus pais.

2. Qual o último livro que leu e o último programa que assistiu?
O Cangaço, de Carlos Alberto Dória. E assisti um pouquinho do É de casa, hoje de manhã.

3. O que escreveria numa carta para a Helen do passado?
Eu escreveria me dando conselhos para não alimentar minha raiva e meu pessimismo, não julgar tanto as pessoas, porque reclamo de quem julga e prejudica minorias, mas acabo de certa forma julgando todos num geral. E que todos os problemas que tenho com os outros é meu.

4. Tem algo que tu nunca faria por medo? Se sim, o que?
Subir em lugares altos. Pular de lugares altos.

5. Que personagem de Friends tu seria?
Eu não acompanho a série, mas parece que o Chandler. Só sei a personalidade deles por causa de vocês da internet. Não sou parecida com nenhum, na verdade, mas ele e o Joe parecem ser os mais legais.

6. Quais são seus pequenos prazeres da vida?
Tomar café à tarde, dar cheiros e abraços, observar o céu, ver alguém aprendendo algo - principalmente quando eu ensinei -, meditar ouvindo Pink Floyd. Mas o maior pequeno prazer da minha vida é sentir o cheiro característico da vegetação paraibana.

7. Já contou uma mentira muito ruim?
Possivelmente.

8. Qual a coisa mais estranha que tu já comeu?
Tanajura. E é maravilhoso.
É formiga fêmea, para quem não sabe. É comum no nordeste caçarem tanajuras em tempo de revoada
9. Já foi ao circo? Como foi a primeira vez lá?
Já sim. Não me lembro da minha primeira vez, porque eu tinha menos de 3 anos, mas mamãe sempre conta que o palhaço perguntava Quem é a menininha da vovó? E eu gritava Eeeeu!, ou diálogos similares.

10. Qual teu animal mistico favorito?
Não sei se entendi direito. Entendi animais da mitologia, ou seres mitológicos. Sempre gostei muito do sátiro grego, ou o fauno romano. De animais da mitologia brasileira, eu gosto do Mapinguari, tenho até um cordel sobre ele, e também adoro a Comadre Fulozinha.
Claude Michel Clodion - Satyr and Nymph, 1775.
11. Qual tua altura?
1,56

🐉 11 perguntas da Ana

1. Qual seu chocolate favorito?
Aqueles mais amargos.

2. Qual o último sonho que teve dormindo? 
Eu dando muito cheiro no crush no sofá de casa assistindo televisão.
nhoooo
3. Você gostaria de ser imortal?
Jamais.

4. Preferiria ter um filho ou uma filha?
Não sei nem se quero ter filhos, por diversas questões. Mas caso tivesse, só digo que menino porque já tenho nome certo, que é José, porém tanto faz menino ou menina, desde que eu não estrague a vida deles e saiba educar e cuidar o melhor possível.

5. Acredita em reencarnação?
Não sei. Acho que não. Mas acredito que Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma, e quando nossas células se desprendem de nosso corpo se tornando parte da terra, elas acabam alimentando outras vidas.

6. Mudaria o seu nome? Se sim, qual escolheria?
Não. Inclusive tenho histórias para contar sobre meu nome, não mudaria.

7. Há alguma música que considere "sua música"?
Várias. Eu ia citar uma, mas acho que depende muito de meu humor. Então não tem uma que sirva para todos os humores.

8. Quando criança, o que queria ser quando crescesse?
PPP: Professora, Pintora, Pianista. Professora deu certo, por linhas tortas. E eu desenho também, não periodicamente.

9. Qual seu número da sorte/favorito?
6, que é a data do meu nascimento.

10. Se pudesse escolher em que época da história viver, qual escolheria?
Anos 1970. Ou qualquer década do século XX entre 1920 e 1980. Mas 1970 é meu espírito animal, como a gente diz.
Chris Squire, Yes
11. Atualmente, qual o maior objetivo da sua vida?
Eu tinha dito em outra tag que era não enlouquecer. Ainda vale. Organizar as ideias pra ver se eu ando pra frente, porque pra trás não dá mais.

4 comentários:

  1. Meu deus, maravilhoso esse seu fato com o Tom Zé. Adoro as músicas dele, deve ter sido muito bom. Também não sou boa com séries, embora ultimamente tenha algumas que tenham me atraído. Esse 4 fato poderia muito bem ter sido escrito por mim mesma de tanto que me identifiquei. Nunca me dei muito bem em terapia, mas creio que seja de uma importância inestimável. Quero muito encontrar um terapeuta com quem me conecte de verdade algum dia. Espero que mostre aqui o que for vender, adoro coisas artesanais!
    Fiquei aqui me perguntando o sabor de tanajura. Tenho tido um interesse estranho por insetos como forma de alimento ultimamente (é óbvio que vai ser uma realidade em algum momento, melhor adaptar-se logo a ideia). Chocolate amargo também é meu favorito e eu também preferiria um menino. Eu simplesmente gostei demais da sua resposta sobre reencarnação, é uma linha de pensamento que também sigo. Na verdade, adorei demais ler todas tuas respostas e fiquei feliz que fez a tag, foi um ótimo jeito de te conhecer mais.

    p.s: perdão se meu comentário ficou meio confuso, não pude evitar comentar isoladamente alguns tópicos.
    um beijo,
    acid-baby.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. siim, foi maravilhoso. precisei fazer textão sobre isso ontem. Talvez o caso da terapia seja afinidade com o terapeuta mesmo. Um dia você se encontra, ou sua terapia pode ser de outra forma, em outro lugar. Pretendo mostrar meus artesanatos sim! Só preciso me organizar o máximo possível. Tanajura tem gosto de pipoca meio queimada, é muito gostozinha.

      Seu comentário não ficou confuso não! Gostei das pontuações hahaha

      beijo!

      Excluir
  2. A Paraíba parece ser um lugar muito bonito, gostaria de um dia visita-lo! Também prefiro andar a pé ou de bicicleta, mesmo para lugares distantes, fico feliz em notar as casas, pessoas e animais ao redor e ver como existe tantas vidas por ai. Quero muito ver os objetos que irá vender, e espero que dê tudo certo com essa ideia! Também fiquei curiosa sobre as pinturas, e o sobre o sabor da tanajura. Chandler é o meu favorito! Era esse tipo de animais mesmo asodko não conhecia o o Mapinguari nem Comadre Fulozinha, pesquisei e não eram nem um pouco como eu imaginava pelos nomes, são muito mais legais. Gosto muito das épocas citadas, queria viver em qualquer uma delas :)
    Adorei te conhecer mais! Muito obrigada por participar da tag e compartilhar todas esses pensamentos e aventuras ☆

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que visite, é lindo mesmo <3 Meu andar a pé é justamente para notar essas coisas que você citou, é quase uma meditação! Muito obrigada, espero que dê certo também, só preciso me organizar bem (o que vai ser difícil). A tanajura tem gosto de pipoca um pouco queimada! Mas é bem tira-gosto mesmo, porque se não me engano dá prisão de ventre em porções exageradas:x O folclore brasileiro é lindo! Pena que nossa literatura sobre ele seja tão escassa.

      Também adorei te conhecer mais, e agradeço por ter me convidado para a tag :D

      Excluir

Olá! Obrigada por se dispôr a comentar. Caso queira saber de resposta, antes de me enviar o comentário clique em "notifique-me", recebendo um aviso por e-mail. Ainda assim, quando comentar em seu blog postarei um link encurtado da resposta. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...